(12) 3962-3191 (12) 99624-4144
Av. Major Acácio Ferreira, 442 – Jd. Leonídia
Jacareí - SP
(12) 3962-3191
(12) 99624-4144
Av. Major Acácio Ferreira, 442 – Jd. Leonídia
Jacareí - SP
Reservar Agora
Reserva Online
Chegada
Saída
Adultos
Crianças
COD Promocional

A Região

O município de Jacareí ocupa uma área de 460,073 Km², sendo 80% rural, 13% urbanizada e 7% inundada, localizada na bacia do Rio Paraíba do Sul. A população jacareiense é predominantemente urbana, perfazendo 95% da população total de 211.214 habitantes (IBGE, 2010).

Primeiros Povoadores

A região do Vale do Paraíba foi ocupada por grupos indígenas das famílias lingüísticas tupi-guarani e jê, conforme relatos de cronistas e viajantes dos séculos XVII, XVIII e XIX, como também pelos estudos históricos e arqueológicos. Os grupos tupi-guaranis habitaram Jacareí entre 1000 e 500 anos atrás, segundo pesquisas arqueológicas mais recentes. Esses povos ocupavam platôs próximos ao curso dos rios. Moravam em aldeias compostas por várias cabanas circulares e plantavam mandioca, milho, feijão, entre outras culturas de subsistência, praticando agricultura de coivara. Para transportar, armazenar e cozinhar esses alimentos eles desenvolveram a cerâmica. Também eram caçadores e pescadores, além de grandes canoeiros.

Período Colonial

Durante o período colonial, os paulistas foram ocupando o interior, explorando a mão de obra indígena e procurando fontes minerais.

Nesse contexto, formou-se o povoado de Jacareí em terras pertencentes à Vila de Mogi das Cruzes. Em 1652, há notícias da fundação de Jacareí por iniciativa de António Afonso e seus filhos e agregados, provavelmente pelas dificuldades geográficas do caminho entre Mogi dás Cruzes e o litoral. No ano seguinte, em 24 de novembro de 1653, houve a elevação a Vila, denominada Nossa Senhora da Conceição do Paraíba.

Nos primeiros anos de povoamento de Jacareí a base econômica era o cultivo de algodão, milho, mandioca e criação de porco e de gado, para subsistência e pequeno comércio.

A descoberta do ouro nas Minas Gerais no século XVIII fez da região do Vale do Paraíba importante rota entre o interior e o litoral. Mas, com a diminuição da exploração do ouro, o plantio da cana de açúcar tornou-se uma alternativa econômica para a região, adotando a mão de obra escrava africana.

Galeria de Fotos